Saiba o que foi dito pelos especialistas em bem-estar sobre a importância de fortalecer a saúde e o sistema imunológico para enfrentar o coronavirus nestes tempos de Pandemia

Introdução

Depois de uma série de conteúdos dedicados quase exclusivamente ao gestor de academia, com temas mais voltados aos aspectos práticos da gestão, nós decidimos trazer um tema um pouco mais abrangente.

Nosso objetivo era abordar a saúde das pessoas.

Ou melhor, falar sobre como as pessoas podem cuidar melhor de sua saúde, destacando a importância de algumas atitudes que serão decisivas nestes dias de confinamento.

Porque uma hora, teremos que sair de casa – esperamos que o mais brevemente possível – e devemos nos preparar para estarmos fortes quando esse dia chegar.

Então, vamos ver como podemos fazer isso.

Quais as características do vírus COVID-19?

Algumas pessoas devem estar se perguntando: mas por que esse vírus é tão perigoso assim, que provocou isolamento total?

A questão é que esse vírus apresenta uma característica muito particular: ele tem uma taxa de letalidade baixa, junto com uma taxa de proliferação alta.

Essa combinação pode vir a causar um verdadeiro caos no sistema de saúde e aí, as pessoas além de morrer vítimas do Corona Vírus, podem morrer por falta de atendimento, pois faltarão leitos nos hospitais.

Por isso, a medida tomada foi a do isolamento, que acaba gerando também um outro problema, que é o caos na economia.

Só que como já falamos dos aspectos econômicos do isolamento em outros conteúdos, aqui, queremos abordar a questão da saúde.
Porque depois do isolamento, o vírus vai continuar existindo.

E será que as pessoas estão se preparando para enfrentar o vírus quando acabar o isolamento? Ou mesmo quando ele se aproximar mais de nós, ainda em casa?

Sabia que existe relação entre doenças metabólicas e o COVID-19?

Além do já famoso grupo de risco dos idosos e pessoas com problemas respiratórios, existem também algumas doenças muito conhecidas de todos nós, que podem potencializar os efeitos do COVID-19.

Veja alguns dados de pessoas mortas com o Corona Vírus na Itália:

  • 75% das mortes são de pessoas com pressão alta
  • 33% têm diabetes
  • Uma grande maioria apresentava problemas cardíacos, alérgicos e quadro de obesidade.

Mas qual é a relação entre essas doenças e o COVID-19?

A resposta é que são doenças com alto potencial inflamatório, o que exigem do nosso organismo que ele esteja saudável para enfrentar uma agressão como a do COVID-19.

Mas se estamos falando em lidar com essas doenças, surge uma dúvida, como veremos abaixo.

Essas doenças são genéticas ou têm como tratar e curar?

Essas doenças de fato têm um fator genético.

Recomendamos para você:  CORPO E MENTE: NÃO TENTE SEPARAR CÉREBRO DE CORAÇÃO, PORQUE A ÚNICA COISA QUE VOCÊ VAI CONSEGUIR É “PERDER” A CABEÇA!

Mas o que está muito bem documentado na ciência, é que o comportamento e os hábitos das pessoas contribuem muito mais para a existência e agravamento dessas doenças do que a genética, pura e simplesmente.

Fazendo uma analogia: o fator genético é a bala na agulha de uma arma de fogo.

O comportamento e os hábitos representam o gatilho que dispara essa bala.

Quando atribuímos apenas à genética a existência desta doença, tiramos de nós mesmos a possibilidade de evitar e tratar essas doenças.

E tratar dessas doenças é vital para enfrentar o COVID-19, pois estamos falando do nosso sistema imunológico.

Vamos conferir abaixo porque dependemos tanto da nossa imunidade forte nesse período.

Como nosso sistema imunológico pode nos deixar mais protegidos, não só do COVID-19?

É fundamental o fortalecimento do sistema imunológico, para que o corpo consiga produzir os anticorpos, que vão atacar o vírus.

Se a pessoa convive com doenças de caráter inflamatório, elas não conseguem deixar o sistema imunológico agir, com a produção de anticorpos.

E é neste momento em que o COVID-19 se torna mais grave e também, letal.

Mas como proteger o sistema imunológico?

Além dos tratamentos médicos disponíveis, neste momento de confinamento, é preciso adquirir hábitos saudáveis capazes de reduzir o potencial inflamatório, para aumentar a eficiência do sistema imunológico.

E não há tempo para esperar…

Comece já a adquirir hábitos saudáveis.

Você consegue melhorar muito o seu quadro de saúde em 15 dias, fazendo as coisas certas, ou piorar bastante em 15 dias fazendo as coisas erradas.

A escolha é sua.

Se você quiser optar pelo cuidado com a sua saúde, temos algumas dicas que foram faladas durante o Webinar:

Retire gorduras vegetais inflamatórias de sua alimentação: óleos de soja, milho, canola, girassol, margarina e alimentos feitos com isso.

  • Substitua por azeite, óleo de coco, banha de porco, manteiga.
  • Fique longe de açúcar e farináceos
  • Priorize alimentos densos em nutrição (origem animal e vegetais coloridos)
  • Pratique atividade física moderada

PS: Também não é o momento de sobrecarregar o corpo com muito exercício. Moderação é a pedida, ok?

Dito isso, acima, nós entendemos que você está tomando uma decisão importante para a sua saúde e para o enfrentamento do vírus.

Mas o importante é exatamente tomar essa decisão.

Faça isso por você. O quanto antes.

Conclusão

Esperamos que você tenha gostado deste artigo.

E queremos convidar você a ver o Webinar na íntegra, caso tenha perdido.

Ou rever com algum familiar, amigo ou qualquer tipo de pessoa que precise ver este conteúdo.

É muito importante para nós que você se mantenha saudável.

Fique atento aos nossos canais, estamos sempre entregando informação e orientação para você durante esse período de confinamento.

#estamosjuntos