Descubra como explorar a avaliação física na academia para ir além de fatos e dados, sendo possível até mesmo ganhar dinheiro com essa ferramenta

Até bem pouco tempo atrás, a única questão que despertava a curiosidade das pessoas sobre avaliação física na academia era a seguinte: a avaliação física é obrigatória? 

Neste artigo, além de responder a esta pergunta, nós vamos aprofundar nas múltiplas possibilidades que a avaliação física oferece, tanto ao gestor, quanto ao professor e também ao aluno da academia. 

O que temos percebido é que existe muito mais a ser explorado quando o assunto é avaliação física na academia, podendo ser muito útil e até mesmo rentável, quando usado da maneira mais eficiente. 

Claro que os métodos de avaliação física podem variar de profissional para profissional e não pretendemos fazer nenhum tipo de abordagem muito específica quanto ao aspecto científico. Nossa intenção é demonstrar que a avaliação física na academia pode ser uma boa ferramenta tanto para a sua gestão, quanto para a experiência do cliente. 

Então, que tal começarmos respondendo a primeira pergunta que já foi feita? 

1- A avaliação física na academia não é obrigatória 

Durante muito tempo houve uma certa confusão na interpretação da Lei que exige atestado de aptidão para praticar exercícios físicos, mas hoje em dia, já está mais do que compreendido que obrigatório mesmo é o atestado médico de aptidão. 

O problema é que isso, na verdade, não resolve a grande confusão que existe neste momento tão importante na vida de uma pessoa: a hora em que ela toma a decisão de incluir a atividade física dentre sua rotina de hábitos saudáveis. 

Imagine que a pessoa comum, sedentária, como é (infelizmente) a grande maioria da população brasileira, se convence que precisa praticar uma atividade física. 

Mais do que isso, ela decide que quer fazer isso em uma academia, disposta a quebrar todos os paradigmas e preconceitos que pode ter sobre uma academia, seus frequentadores, os profissionais, etc… 

A pessoa escolhe sua academia, se matricula, sente vontade de começar uma nova era em sua vida e se tornar “a melhor versão de si mesmo”, o que acontece? 

Ela tem que se submeter a uma agenda para realizar a avaliação física! 

2- Não, ele não tem que se submeter a isso! 

Como foi dito no início do tópico, a avaliação física não é obrigatória, mas mesmo assim, alguns gestores insistem em manter este procedimento em suas academias. 

Por quê? 

Conversando com muitos de nossos clientes e alguns players do mercado, existem duas razões pelas quais os gestores mantêm a avaliação física como um procedimento necessário em suas academias. 

  1. A primeira razão pode ser financeira, a avaliação física na academia pode ser uma boa fonte de renda. Falaremos sobre isso mais adiante.
  2. A segunda razão é a busca por uma falsa e equivocada sensação de segurança. Alguns gestores, seja por ignorância específica quanto às leis ou pura má orientação, entendem que a avaliação física pode “evitar problemas”.

No caso, o problema de um aluno passar mal ou sofrer um acidente, em virtude de ter algum tipo de enfermidade ou patologias. 

3- A Avaliação física na academia não protege tanto quanto você pensa

A questão é que, sem querer entrar no mérito jurídico da Responsabilidade Civil, nem mesmo a melhor Avaliação Física feita pela “Nasa do Mercado de Fitness” afastaria a responsabilidade da academia sobre esse tipo de fatalidade. 

Um outro ponto que também merece ser abordado é que uma academia não é um antro onde todos ali estão sujeitos aos mais variados perigos e acidentes. 

Ainda assim, para transmitir ao gestor uma sensação de segurança quanto à aptidão dos alunos, existem duas maneiras bem simples e muito eficazes de obter isso: 

a) Uma boa aula experimental

Converse com o aluno no primeiro dia. Faça perguntas boas, sem ser invasivo. Demonstre interesse em preservar a saúde dele e entregar o resultado mais eficiente. Ao recomendar exercícios, teste a carga, a capacidade, a execução. Para avaliar se ele está apto a frequentar a sua academia, isso é um bom começo. 

b) Peça para o seu aluno preencher o teste de PAR-Q 

Quem é cliente EVO tem o teste de PAR-Q dentro do próprio sistema, para o aluno preencher. São perguntas que ele responde e a partir dali, você tem dados suficientes para montar, pelo menos, um treino inicial. 

Se você tiver dúvida sobre como usar o teste de PAR-Q, clique aqui e converse com um de nossos especialistas

Portanto, a avaliação física não é obrigatória, isto está esclarecido? 

Isso não significa que ela não sirva para nada. 

Mas antes de falar sobre como usar a avaliação física na academia de maneira eficiente, vamos falar de algo que você precisa fazer e tem tudo a ver com o sucesso da sua gestão. 

4- Capriche na experiência do seu cliente, invista em momentos agradáveis e memoráveis 

Você que é gestor de academia, já passou por uma avaliação física? 

Estou falando a avaliação física como descrevemos aqui, que é feita antes da pessoa começar a frequentar a sua academia, ou seja, é o primeiro contato que a pessoa tem com os serviços que você vai oferecer. 

E neste momento, ela precisa se expor em uma quantidade mínima de roupas, sendo pesada e medida para saber aquilo que ela já sabe! 

Você sabia que mais de 70% dos casos de cancelamento de planos em academias ocorrem nos 3 primeiros meses? Em nosso artigo sobre o processo de onboarding numa academia, falamos sobre como criar um relacionamento com o seu cliente nos primeiros 90 dias dele em sua academia

Isso significa conquistar o seu cliente, criar uma jornada repleta de experiências memoráveis, pontos de contato onde ele percebe que fez uma boa escolha ao decidir pela sua academia. 

⇒ Ele vai ter os resultados que procura

⇒ Terá uma experiência incrível

⇒ Perceberá que existe um genuíno interesse de conexão da sua parte 

E acredite, a avaliação física, nos moldes como ela acontece hoje em dia, não tem nada a ver com momentos memoráveis ou experiências incríveis. 

Mas é plenamente possível transformar a avaliação física na academia em algo que o seu aluno irá valorizar. 

Vamos ver? 

5 – Avalie aquilo que realmente importa 

Um dos erros da avaliação física, em termos de experiência do cliente, é ser algo muito universal. 

Normalmente, a avaliação vai medir peso, circunferência da cintura, índice de gordura corporal, esse tipo de coisa. 

A questão é que os objetivos de uns não são exatamente os mesmos de outros. 

Tem quem quer perder peso, tem aqueles que querem ficar com o braço forte, tem o pessoal da “barriga chapada”, tem de tudo. 

E o que mais tem, talvez você já tenha percebido, é gente que odeia perder tempo com informação irrelevante e desnecessária. 

Por isso, eu tenho aqui uma dica de ouro e algumas lições de casa. 

Está pronto? 

6- Faça da avaliação física na academia um produto incrível 

Uma das melhores formas de se usar a avaliação física na academia é transformar isso numa ferramenta de relacionamento com o cliente. 

Tanto é que, muitos gestores que usam com sucesso a avaliação física na academia também cobram pelo serviço, mas com algumas diferenças: 

1- Alguns oferecem a primeira avaliação gratuitamente, quando percebem que o aluno já está engajado e obtendo resultados. Com isso, a avaliação traça as futuras metas, onde tanto você quanto ele terão a oportunidade de acompanhar o sucesso da estratégia de treino, conforme as metas forem sendo batidas. 

2- Você pode também oferecer a avaliação física como um produto constante no seu Clube de Recompensas, de forma atrativa para o aluno começar a ter mais noção de como está conquistando os seus objetivos. 

Tanto em uma modalidade como em outra, a percepção de valor do produto é muito maior do que como é utilizado hoje em dia, muitas vezes parecendo obrigatório e em outros, de modo a desestimular. 

7- A sua avaliação física na sua mão, em tempo real 

Quem é cliente EVO, tem o app de treino Fiti gratuitamente, que é uma forma das mais eficientes de se relacionar com o cliente. 

E uma das possibilidades do app é que o aluno tem ali o acesso à sua avaliação física em tempo real, o tempo todo, para acompanhar o passo a passo de sua evolução. 

Com isso, fica mais fácil a academia ou o professor se comunicar com o aluno para celebrar os bons resultados e ter um relacionamento muito mais próximo e eficiente. 

Se você quiser saber mais sobre as possibilidades de ter um app gratuito em sua academia, clique aqui e converse com um de nossos especialistas

Recomendamos para você:  Blog EVO | O EVO quer estar na jornada de transformação do gestor em rock star

Conclusão 

A escolha agora é sua. 

Ou você não olha com carinho para a avaliação física na academia e deixa do jeito que está, ou faz dela um produto capaz de fidelizar seu cliente, ou até mesmo gerar receita para a sua academia. 

Quer um exemplo? 

Estamos em época de Black Friday, que tal aproveitar para vender a sua avaliação física para seus próprios alunos, a um custo bem mais barato? 

E se você não tem uma avaliação física para vender, que tal criar uma? 

Para se dar bem nessa Black Friday, baixe o nosso Kit Gratuito e faça sua academia bombar de vendas!