Conheça a experiência inspiradora do Carlinhos Santos, proprietário da Rede Califórnia Fitness e como ele avalia qual o momento certo de abrir a segunda unidade da sua academia 

A sua academia tem uma história para contar? 

O Carlinhos, da Rede Califórnia Fitness nos contou a sua história, que se confunde com a da sua empresa, e nos deu um insight muito importante sobre uma questão que deve passar pela cabeça de muito gestor: qual o momento certo de abrir a segunda unidade de sua academia? 

Vamos ver como foi isso na vida do Carlinhos e se isso se parece com o momento de vida de algum gestor. 

A oportunidade inesperada 

A história contada pelo Carlinhos foi tema do episódio 21 do EVO Cast, o nosso Podcast aqui da W12 e escolhemos abordar este momento da trajetória dele como empreendedor. 

E por mais que os manuais de gestão ensinem a consolidar a gestão em uma unidade, com processos bem definidos e saúde financeira, antes de buscar um vôo mais alto, como abrir uma segunda unidade, no caso da Califórnia Fitness, não foi bem assim. 

Na verdade, conforme o contato que temos com muitos gestores que têm mais de uma unidade, quase nunca é assim. 

Pelo que o Carlinhos narrou e outros gestores confirmam, o momento de abrir uma segunda unidade não tem tanto a ver com o momento de gestão voando em “céu de brigadeiro”. 

O que costuma determinar o momento de abrir uma segunda unidade está ligada a uma palavra: oportunidade. 

E quase sempre, esta oportunidade tem duas características:

1- Ela surge de forma inesperada. 

2- Ela vem na forma de um negócio que parece tão promissor. 

Então, por que o Carlinhos abraçou a ideia de abrir uma segunda unidade? 

É preciso compreender que o sucesso envolve risco e desafio 

Quando se conhece a história do Carlinhos, não é tão surpreendente o fato de que ele resolveu abrir uma segunda unidade de forma tão arriscada. 

Inclusive, no episódio #16 do EVO Cast, o Carlinhos contou um pouco da sua história de como saiu de estagiário a proprietário da academia. 

De estagiário a professor, depois a coordenador, gerente, sócio minoritário e, por fim, proprietário da Califórnia Fitness. 

Por isso, havia quase um magnetismo entre o gestor ousado e movido a desafios e o gestor de uma academia com problemas… 

E com isso, surgiu a oportunidade dele gerir a academia que estava com problemas financeiros, com poucos alunos e equipe ruim. 

E assim, após uma breve análise, o Carlinhos embarcou na aventura de ter uma segunda unidade. 

E aí, ele conheceu o melhor de todos os seus professores. 

Um erro de cálculo na base de 300% no momento de abrir a segunda unidade 

Não é exagero. 

O Carlinhos fala até com certo orgulho ao dizer que errou em 300% na sua estratégia de gestão, quando abriu a segunda unidade. 

E ele se viu diante de um problema enorme: não se tratava apenas de admitir que abrir a segunda unidade tinha sido um erro. O erro de 300% chegou a comprometer inclusive a primeira unidade, que era plenamente saudável. 

E aí, o que fazer? 

Criatividade. Para encontrar alternativas. 

Trabalho. Muito trabalho. 

Paciência e humildade para negociar com os fornecedores. 

E algo que parece comum a muitos empreendedores de sucesso: fé. 

Falando aqui, parece que foi simples, por isso recomendamos que você escute o episódio do nosso EVO Cast – e mais do que isso, se der a sorte de encontrar o Carlinhos em algum destes eventos de fitness, aproveite para tomar um café, ele vai adorar contar a sua história. 

E sabe o que o Carlinhos diz que o ajudou muito nesta jornada? 

Um software de gestão é primordial para controlar mais de uma unidade 

Um dos primeiros clientes do EVO, o Carlinhos tem uma frase muito interessante para ressaltar a importância do software em sua gestão: 

“A melhor coisa que o EVO fez pela minha gestão foi me tirar de dentro da academia, pois em muitos casos, o dono atrapalha”. 

Claro que existe um tom de exagero na frase. 

Mas o que o Carlinhos quer dizer com isso é que o gestor de academia, muitas vezes quando está na unidade, colocando a mão na massa, ele está deixando de lado a sua função principal, que é pensar as ações estratégicas e criativas da academia. 

Uma ferramenta do EVO muito elogiada pelo Carlinhos é o dashboard, ou painel de controle. 

Segundo ele, ao abrir a tela do computador, ele se sente como num avião ou numa nave espacial, com todos os dados e indicadores que precisa saber para gerir as suas unidades. 

Que hoje são 3! 

Ou seja, não resta dúvida que valeu a pena correr o risco e aceitar o desafio de abrir uma segunda unidade. 

E se você hoje se encontra na mesma situação em que o Carlinhos se encontrava antes de abrir a segunda unidade, continue lendo e veja o que a gente preparou. 

Assim como o Carlinhos, você também pode ter um crescimento exponencial 

O caso do Carlinhos não é único dentre os nossos clientes que saiu de uma unidade para uma rede. 

Pois, com base na experiência que temos com estes gestores e percebendo uma crescente necessidade de alguns gestores de buscar esse tipo de desafio, nós lançamos um material muito oportuno. 

Trata-se do Kit para fazer sua academia crescer de forma exponencial. 

O kit tem um quiz, um ebook e um white paper que pretende te dar muito mais elementos para decidir se vale a pena ou não abrir uma segunda unidade. 

Se você está com esse tipo de dúvida, ou se passa pela sua cabeça expandir a sua operação, não perca tempo, baixe agora o Kit Gratuito. 

Conclusão 

Queria reforçar o convite para você ouvir o episódio #21 do EVO Cast, com o Carlinhos. 

Ele demonstra que a vida do gestor de academia, independente se grande ou pequena, boutique ou low cost, se assemelha em muitos aspectos. 

Se você tem vontade de abrir a sua academia, vale muito a pena também o episódio, que é bastante inspirador. 

Agora, se você também é gestor e tem uma boa história para nos contar, entre em contato, vamos gravar um episódio do EVO Cast com a sua jornada, pois é muito relevante e inspirador para o mercado.

Recomendamos para você:  Clube de Recompensas: Como esta gameficação aumenta o engajamento do cliente de uma academia,